23 de dezembro de 2012

AMIGO SECRETO LITERÁRIO

DICA DO BLOG KIT DE IDEIAS: LIVRO "ESTA TERRA TEM DONO"

Ainda em tempo...para o seu amigo secreto, um livro que é um mosaico de conhecimentos sobre a formação geográfica, histórica e cultural dos quatro países: Brasil, Uruguai, Argentina e Paraguai através de contos elaborados pelos escritores da Oficina de Criação Literária do escritor gaúcho Alcy Cheuiche.
Vale à pena ler e reler!!!!


                                  IMAGEM DA FEIRA DO LIVRO 2012
                                                       PORTO ALEGRE


SEGUE AS DICAS DO BLOG...A VENDA NA LIVRARIA CULTURA-BOURBON-POA

NA TRILHA DO FILME

 
Para ouvir e se encantar nessa véspera natalina...
 
 
 



Segue o blog...

22 de dezembro de 2012

SEGUE O BLOG

O MUNDO NÃO ACABOU... E A POESIA NUNCA TERMINA.


Poema de Sete Faces

Quando nasci um anjo torto
desses que vive na sombra
disse: Vai, Carlos! Ser gauche na vida.

As casas espiam os homens
Que corresm atrás de mulheres.
A tarde talvez fosse azul,
Não houvesse tantos desejos.

O bonde passa cheio de peras:
Pernas brancas pretas amarelas.
Para que tanta perna, meu Deus, pergunta meu coração.

Porém meus olhos
nao perguntam nada.
O homem atrás do bigode
é sério, simples e forte.
Quase não conversa.
Tem poucos, raros amigos
o homem atrás dos óculos e do bigode.

Meu Deus, por que me abandonaste
se sabias que eu não era Deus

se sabias que eu era fraco.
Mundo mundo vasto mundo,
se eu me chamasse Raimundo
seria uma rima, não seria uma solução.

Mundo mundo vasto mundo,
mais vasto é meu coração.
Drummond


SEGUE O BLOG...

9 de dezembro de 2012

SOM DE PRIMEIRA NO KIT DE DOMINGO

MADONNA EM PORTO ALEGRE.
ESTÁDIO OLÍMPICO, 09 DE DEZEMBRO DE 2012.

SEGUE O BLOG...COM MASTERPIECE, UMA DOCE BALADA.

7 de dezembro de 2012

AMIGO SECRETO LITERÁRIO



DICA DO KIT: Tem gente fazendo o amigo secreto literário, uma boa ideia, dependendo do gosto literário do seu amigo.
Na era digital, já existem muitos títulos disponíveis através dos tablets. Enquanto isso, o prazer de folhear o livro em papel continua com o prestígio de sempre.

Nas correrias do dia a dia e do final do ano nem sempre temos tempo de ler. Ganhar um livro de um amigo é uma ótima ideia e podemos levá-los conosco para as férias. Segue duas sugestões de escritores gaúchos que agradam a todos os gostos.











Segue o blog...

28 de novembro de 2012

IMAGENS DE VIAGEM



Às vezes, num dia de céu tão azul como esse em Porto Alegre, tenho vontade de sair por aí... caminhando com a liberdade de um poeta. Sem rumo. Sem o simples compromisso. Longe das pessoas, de seus olhares, de seus destinos.
Sair por aí, com a mesma alegria que me contagiou no início da manhã, com a esperança que tirei não sei de onde, com o mesmo entusiasmo que colhi do dia anterior, que me foi abençoado por viver.
Vontade de sentar numa cafeteria qualquer e escrever, escrever muito, como nunca. Descrever coisas que nunca imaginei escrever. Divagar ideias entre um café e medias lunas salgadas e doces.
Pode ser um café em Punta del Este...como o dessa imagem.


Segue o blog, escrevendo.

11 de novembro de 2012

MAIS DA FEIRA DO LIVRO

SUCESSO NA SESSÃO DE AUTÓGRAFOS DO LANÇAMENTO DO LIVRO DE CONTOS  "ESTA TERRA TEM DONO" DA OFICINA DE CRIAÇÃO LITERÁRIA DE ALCY CHEUICHE.




Segue o blog...

5 de novembro de 2012

CONVITE DO LANÇAMENTO DO LIVRO "ESTA TERRA TEM DONO"

HOJE NO MEMORIAL DO RS NA 58ª FEIRA DO LIVRO DE PORTO ALEGRE:
ESTE É O CONVITE DO LANÇAMENTO DO LIVRO TRILÍNGUE DE CONTOS DO QUAL FAÇO PARTE DA OFICINA DE CRIAÇÃO LITERÁRIA ALCY CHEUICHE.
ESPERO VOCÊS !!!



SEGUE O BLOG...

3 de novembro de 2012

IMAGENS DA FEIRA DO LIVRO DE PORTO ALEGRE











Segue o blog...

MAIS DA FEIRA DE SEXTA



O escritor Alcy Cheuiche autografou ontem às 18 horas os livros "Sepé Tiaraju" e "O Mestiço de São Borja".


Segue o blog...





MARCADOR DE LIVRO



Ana Severo, Maria de Jesus Monteiro e Simone Oliveira lançaram ontem às 20 horas na Feira do Livro de Porto Alegre "Mulheres que Somos", um livro que conta histórias de mulheres comuns, heroínas e anti-heroínas juntas numa só, num linguajar simples com multiplicidade de ações.
As autoras autografaram com muito entusiasmo no final de tarde na Praça de Autógrafos da Praça de Alfândega em Porto Alegre.




Segue o blog...boa leitura!!



1 de novembro de 2012

DIA INSPIRADO


Ontem na Feira do Livro de Porto Alegre foi o dia da poesia. Um dia inspirado. Vários poetas fizeram poesias na paisagem da feira, junto a Quintana e Drummond.
Hoje me inspirei e também colaborei para o dia da poesia.


Mario Quintana
Poeta que ama
A rima do mundo
A inspiração
Que vem lá do fundo
Do seu coração.

Na praça sentado
Já está acostumado
Com bancas, pipoqueiro
Balaio, patrono, livreiro
E chuva o dia inteiro.

Drummond ao seu lado
Com o mar tão distante
Cenário viajante
Contempla a feira
E o poeta inspirado
Hoje, ele é o convidado.

Marisa Oliveira


Segue o blog...

29 de outubro de 2012

SOM DE PRIMEIRA NO KIT DE SEGUNDA

Quando ouvimos uma música como essa várias coisas podem se passar em nossa lembrança, que são narradas em livros, em poesia.
 A questão do tempo, uma festa, uma dança, algo que passou ou insiste em voltar ao nosso pensamento. Quantas vezes já pedimos mais uma chance ao amor?

Para curtir... gostei do Phil Collins em preto e branco...




Segue o blog...





28 de outubro de 2012

FEIRA DE SÁBADO - 2

Uma longa fila de autógrafos de David Coimbra na Praça da Alfândega tem seu valor ao adquirirmos o livro "Uma História do Mundo". Uma obra obrigatória para conhecer a trajetória da civilização, que vai fazer você se apaixonar pela História.
Confira. É da Editora L&PM. Boa Leitura!!!

 
 
Segue o blog...

27 de outubro de 2012

FEIRA DE SÁBADO - 1

O tempo ainda quente e abafado. Filas para autógrafos. A tarde segue na Feira do Livro de Porto Alegre. E o meu celular registrando...










Segue o blog...

FEIRA DO LIVRO INAUGURADA

No quente final da tarde do dia 26 de novembro, às 18 h presenciei a cerimônia de abertura da 58ª Feira do Livro de Porto Alegre no Teatro Sancho Pança. No palco ouviu-se vários depoimentos sobre a feira, um orgulho para a cidade durante tantos anos. Ao mesmo tempo, o Guaíba fazia parte do cenário, colorindo-o com vários tons. O novo patrono da feira Luiz Coronel tomava posse e emoldurava o ambiente com suas palavras. Natural de Bagé, o escritor, poeta, compositor e publicitário, contou sua trajetória até chegar com orgulho a ser escolhido para guiar os passos da feira até o dia 11 de novembro. Recebeu das mãos de Jane Tutikian, patrona de 2011, o símbolo dessa trajetória, que segundo ela, foi feita de forma simples e voltada para o sentimento de cada leitor, principalmente das crianças.
Luiz Coronel, autor de várias obras, tem o dom de escrever a poesia e relatá-la com tom de voz especial. Um poeta que escreve e declama com igual entusiasmo. 
       

"Agosto
tem posto
no meu rosto
um tal desgosto que nem gosto de pensar
Mas lembro
amanhã será setembro
E eu voltarei a cantar."
( trecho do poema "Amanhã será setembro" de Luiz Coronel)



Segue o blog...segue a Feira do Livro de Porto Alegre...


15 de outubro de 2012

LEMBRANÇA DE ALUNA





Nesse dia do professor, onde todos lembram seus preferidos, recordei a Dona Irene, professora de português, cujos ensinamentos carrego até hoje. Guardada na lembrança ficou uma cena: ela entrava pela porta da sala de aula e recitava um poema de Manuel Bandeira, que diz o seguinte...


Irene no céu


Irene preta
Irene boa
Irene sempre de bom humor.


Imagino Irene entrando no céu:
— Licença, meu branco!
E São Pedro bonachão:
— Entra, Irene. Você não precisa pedir licença.
 
"Manuel Bandeira" 
 
 
Segue o blog...

CONTO DE PROFESSOR



A professora de desenho estava sem ideias para o próximo trabalho. Enquanto preparava a aula, pensava sobre o desenho e a escrita. Os alunos pareciam mais preguiçosos com o tempo. A preguiça, a habilidade de pensar e descrever perdiam o mérito. Todos sempre têm pressa de terminar a atividade. São tão rápidos, que jogam o lápis sobre a folha. Em poucos minutos, como um raio, atingem seu objetivo, terminam a tarefa. Então ela pensou em duas coisas. Hoje seria um dia diferente. Além de desenhar, deveriam escrever. E descrever. O tema: internet. Pensou em algo atual, para atrair os alunos. Na sequência, o desafio era a pauta do dia: descreva, não só desenhe.
À noite, sentou no seu escritório já cansada. Folheava os trabalhos, sempre com os mesmos desenhos. Pessoas sentadas em frente aos laptops, carregando ipads, quartos com objetos variados entre notebooks, telas e mais telas de computadores. Olhou sua pequena biblioteca, pensou em ler um livro. Os trabalhos apresentavam-se quase da mesma forma, quando se deparou com um diferente. Numa folha constavam dois desenhos: um prédio enorme e um aquário. Acompanhou atentamente os desenhos e logo depois as descrições.
No primeiro estava escrito: facebook. Um prédio enorme, como um espigão, cheio de janelas, tão alto que parecia encostar nas nuvens. Em cada janela, rostinhos representavam uma vizinhança recheada de carinhas, a observar o andamento da vida no prédio. Ao chegar em casa, a caixa de correspondência estava com algumas cartas e mensagens. Não existe greve. Sempre haverá algo para ler. Você não precisa se preocupar em decorar a casa, os vizinhos se encarregam de mandar fotos emolduradas e ideias decorativas. E ainda tem som, clipes de músicas volta e meia disponíveis.  Alguém vai sempre ter algo a comentar e direito a lhe cutucar. Os verbos curtir, seguir e compartilhar nunca foram tão usados. Quem mora nesse edifício tem que arcar com as consequências, senão escolha morar como um ermitão. E escolha uma ilha, mas não de computadores, bem longe da terra firme.
No segundo desenho tinha um aquário. Desses grandes, que as pessoas cuidam mesmo em casa. Lá estava escrito: msn. Peixinhos laranjas, verdes e vermelhos, com carinhas e bocas nadavam por lá. Na descrição dizia que os peixes circulam no aquário, como se fosse uma tela. Quando o sinal abre: verde. Eles estão disponíveis. Quanto aos peixes vermelhos, estes estão sem acesso. Sinal vermelho, estão ocupados. Os peixes ausentes são os de tom laranja. Mas não parecem tão ausentes assim. São curiosos. Eles estão escondidos entre as plantas do aquário. Mas quando sentem um chamado, chegam até a grande tela, saindo de seus esconderijos para se manifestarem. Ou ainda podem ficar tão transparentes quanto o vidro do aquário...offline.
A professora terminou de observar o trabalho. Olhou mais um tempo para os desenhos. Para as descrições. Enquanto guardava seu material, pensava na nota que daria a esse aluno.



Segue o blog...conto inspirado na sugestão do "dia do professor" da leitora Maria Elcira.

SOM DE PRIMEIRA NO KIT DE SEGUNDA



DICA DE MÚSICA: "DANCE, DANCE, DANCE" DA BANDA "EARTH, WIND AND FIRE" FAZ PARTE DA TRILHA SONORA DO FILME  "OS INTOCÁVEIS".

VEJA O TRAILER A SEGUIR...





SEGUE O BLOG...COM A SUGESTÃO DA LEITORA MARTA AGUSTONI.

30 de setembro de 2012

DIA DA SECRETÁRIA




O dia da Secretária é hoje porque no dia 30 de setembro de 1850 nasceu Lilian Sholes, a primeira mulher a usar uma máquina de escrever. Filha de Christopher Sholes, inventor da máquina de escrever, Lilian se tornou um símbolo e é lembrada até hoje em todo o mundo.
(pesquisa Google).

MINICONTO DA SECRETÁRIA

Naquela manhã ela chegou mais cedo ao trabalho. Organizou seu espaço, mesa, gavetas. Ligou o computador. Providenciou um café. Aproveitou um pouco o silêncio. Comeu calmamente uma bolachinha e sorveu o café, pensando longe. Ligou o som. Iniciou uma música, calma e lenta. Como aquela de um filme. O filme o qual a gente não lembra o nome, mas logo chegará um amigo para avivar a memória. Pode ser "She will be loved"... Mais tarde ela lembrará que ele se chama "Diário de uma Paixão". Não importa. Ela aproveita o momento, antes de começar a sorrir, atender o telefone, a recepção, os colegas, o público, o chefe. Enfim, antes de começar a secretariar.
E a música rola sem ninguém para interrompê-la, nem o toque do telefone ou celular. E lá na última nota, no último tom ela volta para aquela manhã fria de segunda-feira. Ajeita o uniforme, o cabelo. Um pouco de brilho nos lábios. É hora de trabalhar.

Marisa Oliveira


Segue o blog...secretariando.





29 de setembro de 2012

MÚSICA DO FILME

Estamos sempre tentando lembrar. Como era mesmo o nome do filme? E aquela música que tocou naquela cena...E sempre tem alguém que lembra pela gente.
O filme é "The Notebook" ou "Diário de uma paixão".  A música é "She will be loved". A seguir neste blog.




 
 
Segue o blog...

26 de setembro de 2012

NA TRILHA

Para curtir no blog...

Remember: "paixão assim não acontece todo dia..."


 
 
segue o blog...

25 de setembro de 2012

DIVAGANDO NO KIT

 
 
                                  

                                              HÁ VAGAS
 
                                              A notívaga
                                              Vaga pela noite
                                              A procura de uma vaga
                                              Na inspiração
                                              Só vê o mar ao longe
                                              E uma música lenta
                                              Doce vaga
                                              Estaciona
                                              No horizonte
                                              Iluminada pela lua.

                                                               Marisa Oliveira
 
 
segue o blog...

 
 

22 de setembro de 2012

21 de setembro de 2012

ESQUINA INSPIRADA

Parada obrigatória para abastecer a cultura.
Conheci em São Francisco de Paula a Livraria Miragem.
A disposição de livros em prateleiras, as vitrinas, relógios de todas as formas, recantos inusitados, livros também, lustres, espaço de leitura, mesaninos e uma Casa de Chá.
Perfeito. Eu não a trocaria de lugar. Deixaria naquela esquina escantada, com aquela enorme porta de madeira por onde passou minha imaginação. Uma verdadeira miragem.

 
 
 
 
 
Segue o blog...

9 de setembro de 2012

CARA DE DOMINGO

O domingo tem cara de chuva fina
Cupcake da Betina
Que bate na minha porta
E nada mais importa.
Fim de feriado, trabalho dobrado
E se a imaginação não se for
Tem cara de violeta que deu flor
E com trilha sonora
Sabiá cantando lá fora.










Segue o blog...com as imagens do meu celular.

7 de setembro de 2012

CAFÉ COM PÃO CASEIRO



Era uma vez o pão caseiro da Dina. Depois de passado o café, um pão com manteiga. Meia taça, pão, manteiga.Que bela combinação. Ele é meio doce, tem gosto de praia, de veraneio porque é um pão caseiro.
 O pão da praia tem um gosto diferente. Deve ser pelo ar marinho, que apressa a fome, pelo banho de mar, por comprar pão direto na fila da padaria. Coisas simples, que quase não fazemos na capital, mas que temos a chance de experimentar em muitos momentos. Uma boa ideia: tomar um café na padaria.
Hoje não estou fazendo nenhum conto de café. Como é feriado veio a lembrança, ilustrada pela foto que tirei para enfeitar meu texto. Descrevendo essa sensação que o pão da Dina inspirou para começar o meu dia.


Segue o blog...

3 de setembro de 2012

SOM DE PRIMEIRA NO KIT DE SEGUNDA

Para curtir no blog a sugestão da leitora Leiza... 

O trailer do filme "Music and Lyrics"

 
 
A música do filme: Way Back Into Love
 
 
 
 
 
Segue o blog...

29 de agosto de 2012

KIT DO LEITOR

Recebi um e-mail da leitora Camila Oliveira com músicas legais para o blog.
Ouça uma sugestão...



Segue o blog...

23 de agosto de 2012

MARCADOR DE PÁGINA


Ela não conseguia mais tempo para a leitura. Dias e dias de muito trabalho, tarefas, estudo e tudo mais. À noite lá estava ele, o livro a sua espera. E o sono vinha batendo, os olhos fechando aos poucos. Ela toma um café. Reage. O sono afasta-se por um tempo. Consegue ler mais um conto. Agora faltam quarenta e poucos, de muitos. São 50. Quem conta um conto, aumenta um ponto.
Ela adormece sobre o livro. Duas horas da manhã. Acorda assustada, apaga a luz do pequeno abajour, ao lado da cama. O quarto escurece, só uma pequena luz reflete a lua, através da janela. Encerra os trabalhos. Amanhã é outro dia. Boa noite!!





Segue o blog...

21 de agosto de 2012

NA TRILHA DAS CARTAS

Esses dias o carteiro passou e deixou algumas cartas. Comentou, antes de sair, sobre uma manchete do dia. Algo recente, que eu nem sabia ainda. Corri para a internet e fui investigar. Por instantes pensei que fazia tempo que uma informação chegava dessa forma, tão mais antiga e longínqua, considerando o momento.
Um carteiro, faz  lembrar uma carta selada, substituída pelo e-mail.


Segue o blog...

18 de agosto de 2012

INSPIRAÇÃO DE SÁBADO






EXEGESE
-Mas que quer dizer esse poema? – perguntou-me alarmada a boa senhora.
E que quer dizer uma nuvem? – retruquei triunfante.
- Uma nuvem? – diz ela. – Uma nuvem umas vezes quer dizer chuva, outras vezes bom tempo…



Mario Quintana em “Sapato florido"



Segue o blog...

13 de agosto de 2012

SOM DE PRIMEIRA NO KIT DE SEGUNDA



Oasis, uma banda de rock de Manchester, Inglaterra.
A banda esteve em atividade de 1991 a 2009.
Ouça o hit clássico "Wonderwall"...



Segue o blog...

9 de agosto de 2012

SOM NO KIT DE QUINTA



                     The Kinks, um grupo de rock inglês formado em 1963.



Segue o blog...

8 de agosto de 2012

POESIA INGLESA



"O amor calcula as horas por meses, e os dias por anos; e cada pequena ausência é uma eternidade."
John Dryden


John Dryden foi um poeta, crítico literário e dramaturgo inglês que dominou a vida literária da Inglaterra durante a Restauração.
Como crítico e tradutor foi essencial para fazer acessível ao público leitor inglês obras literárias em línguas clássicas.
Dryden morreu em 1700 e se encontra enterrado na Abadia de Westminster. Sua poesia, patriótica, religiosa e satírico-política, popularizou um tipo de verso endecassílabo que será o preferido do século XVIII, pois foi tomada como modelo por poetas como Alexander Pope  e Samuel Johnson.


Segue o blog...

5 de agosto de 2012

CENA DOIS: MINICONTO



A RESPOSTA

Domingo. Naquela tarde tudo parecia calmo. Ele sentou-se numa mesa do pub "Lamb and Flag", um lugar tradicional e histórico de Londres. Lembrou dos romances de Charles Dickens. Conectou-se e pediu o cardápio. Um sanduiche com várias guarnições, seguido de uma deliciosa sobremesa, um sorvete de baunilha. Não tinha pressa, precisava pensar.
 No dia anterior, naquela mesma mesa escreveu um cartão postal. Naquele momento parecia arrependido. Seu amor ou ex-amor, estava no outro lado do mundo. E insistia numa solução, num alento para aquele relação que parecia sem fim. Ele pediu um tempo e preferiu viajar para bem longe. Ela concordou, mas não totalmente.
 As ideias pareciam ainda não convictas. Por um momento desejou que o cartão se extraviasse ou que algum colecionador o adotasse pelo caminho. Pela internet a resposta seria rápida, a solução instantânea. Naquele momento era tudo que ele não queria. Precisão e rapidez. Pensou em não voltar no dia seguinte, como planejado. Olhou em volta. Muitas pessoas sentadas conversando, tomando uma cerveja ou um café. Ninguém poderia ajudá-lo. 
A refeição chega à mesa. Um som de jazz começa a tocar no interior do bar. A música traz à lembrança outros momentos. Ainda não está nada decidido num fim de tarde londrino.

Segue o blog... (foto enviada pelo leitor Jandno Souza)

CENA UM: TRILHA OLÍMPICA





Segue o blog...

31 de julho de 2012

KIT CONTO

A PONTUALIDADE

Benjamin era grande e forte. E, por esse motivo, mantinha respeito na portaria. Todo dia chegava cedo, pontualmente às seis horas, em meio ao fog londrino. De longe avistava-se aquele caminhar, como um vulto lentamente andando pela rua. Era meio fantasmagórico, como uma cena de filme. Mas, ao se aproximar, via-se logo que era boa gente. Quieto, pouco brincalhão, só sorria quando achava que uma coisa era muito engraçada. E logo voltava ao ar sério. Abancava-se no seu lugar de trabalho e lá começava um novo dia.

Era observador, não escapava um detalhe. Um trabalhador simples, como tantos outros. Mas havia uma questão: lutava contra os bocejos e com o sono que batia no início da fria manhã. Seus olhos marejavam. O sono lhe tomava um pouco o olhar, de tanto ficar ali parado. Pontualmente tomava um café às sete horas. Aos poucos, o pessoal chegava para trabalhar, precisamente às oito horas. A porta da entrada do prédio rangia ao abrir. Cada rangido anunciava o próximo candidato a entrar na portaria. Quando os olhos começavam a fechar e fraquejar, entrava outro e mais outro. A cada barulho, o olho abria. Uma piscadela e mais outra. E assim corria a manhã.

Benjamin conhecia a todos. O homem apressado, que passava sem deixar o rastro. A moça meio misteriosa. Todo dia ela passava, esboçava um sorriso, baixava a cabeça e entrava no elevador. O calmo garoto, o estagiário, aquele com o som no ouvido. Ao ser cumprimentado, sorria, como se estivesse ouvindo suas palavras. Acho que ele lê lábios...pensava o grande Benjamin, com ar paciente. E tinha mais aquele que saia e logo voltava, esquecendo o guarda-chuva ou uma pasta com a papelada. O porteiro havia decorado todos.

Um dia alguém passou e disse:

- Grande Benjamin!!!

Mais um apelido. Vá lá. E, com o tempo, como as pessoas vão abreviando as coisas, o chamavam de "Grande Ben".

Certa manhã apareceram três homens, eram do conserto. Vieram munidos de material para tirar o rangido da porta. Alguém reclamou e não foi ele, com certeza. Perguntam para o Benjamin se a porta é aquela, perto dele. Num segundo ele pensa e vai balançando a cabeça negativamente. A equipe segue pelo prédio. Decerto encontrarão outra porta e colocarão uma graxa, assim ela ficará boa de vez. Pelo menos garantiu por mais alguns dias seu alarme. Quando o olho piscar, a porta continuará avisando que lá vem gente. Pontualmente, como um grande relógio. Grande Benjamin. Grande Ben.

 

Segue o blog...

30 de julho de 2012

29 de julho de 2012

AGATHA CHRISTIE


 Agatha Christie, nascida em Torquay, cidade da costa oeste da Inglaterra, romancista policial britânica autora de mais de 80 livros.
Criou entre famosos personagens Hercule Poirot e Parker Pine.
Em suas obras a autora frequentemente usava como espaço pequenas vilas ou aldeias inglesas, outro ponto comum, é que a maioria de suas obras tinha um médico.


RESUMO DE "FILHA É FILHA":
 Em sua autobiografia, Agatha Christie confessa que para escrever este livro inspirou-se na relação que tinha com sua filha.
Aos 19 anos, Sarah, filha única de Ann Prentice, viaja para uma estação de esqui na Suíça. Com a partida, Ann passa a sentir um estranho vazio - ela não se sentia assim desde a morte do marido. Na mesma noite, essa mãe dedicada conhece um homem com uma história de vida trágica, e os dois se apaixonam. Acostumada com a atenção integral da mãe, ao voltar de férias, Sarah terá uma surpresa...


SEGUE O BLOG...